Lei anticorrupção

Para que me fazer viver para assistir um bando de hipócritas sentados em uma mesa acima de todos os outros se achando os filósofos da vida humana, do direito e do convívio social, criando no século XXI uma Lei anticorrupção?
Não existe Lei ? Corrupção não é crime? Nero pôs fogo no código penal quando incendiou as bibliotecas de Roma? Que prepotência a nossa achar que Montesquieu, Kant, Aristóteles, Cícero, Rousseau e tantos outros tinham algo a ensinar, se em Itajaí tínhamos os grandes pensadores da história da humanidade e do direito, só não sabíamos ainda, mas agora se revelaram para o bem do planeta.
Déspotas agora querem legislar por decreto de um poder que por obrigação deveria executar e cumprir as leis vigentes?
Para que viver observando voos de galinha enquanto os condores descansam escondidos nas montanhas?
Rogo aos céus que me poupem dessa vergonha alheia e coletiva do despotismo desmedido dos psicopatas carentes dos afetos que não tem competência para conquistar.
Só um milagre nos livrará dessa hipocrisia que ultrapassou os limites do ridículo.
Não é por falta do que fazer, mas sim de saber fazer alguma coisa que atenda interesses de mais de um – coletivo.
Um código do óbvio? Uma carta de intenções das quais deveríamos ter como valores inegociáveis? Óbvio que não temos, porque odiamos, somos assim. Mas, para que provocar nossos defeitos com uma inocência que não existe?
Jean Sestrem

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *